A MOÇA DE BAMBULUÁ

A MOÇA DE BAMBULUÁ é um conto popular reescrito por Ricardo Azevedo, e integra o seu livro  “Contos de Espanto e Alumbramento”. O espetáculo utiliza da força e sonoridade da palavra para construir o jogo cênico, unindo ao universo literário- poético a música e a dança.

Em cena, as atrizes-criadoras e um músico dão vida ao universo mítico da cultura oral brasileira trazido pelo conto. Palavra, música e dança se misturam para narrar a história de João e a Moça de Bambuluá.

 

Ao longo da narrativa, as duas atrizes se revezam entre narradoras e personagens, num jogo lúdico em que o público é convidado a imaginar e cocriar a história.

*** Prêmio de Melhor Espetáculo pelo Júri Popular e indicação de Melhor Direção no VII Festival de Teatro de Paranavaí, PR, 2012.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Sinopse:

 

João era andarilho, tocador de viola, um viajante. Em uma de suas andanças, chega a uma gruta misteriosa. Lá, conhece a Moça de Bambuluá e seu doce jeito de amar. A partir desse encontro, João é posto à prova: aprender a língua dos pássaros e enfrentar o medo da morte para chegar até Bambuluá.

 

​Necessidades Técnicas: Por sua versatilidade, a peça pode ser apresentada em espaços alternativos fechados (galpões, área de convivência) ou em auditórios e teatros (com iluminação).      

Público-alvo: juvenil (a partir dos 14 anos)

Duração: 75 minutos

 

​Ficha Técnica:

Texto original: Ricardo Azevedo.

Atrizes-criadoras: Gabriela Hess e Renata Vendramin.
Músico em cena: Gustavo Sarzi.
Canções originais: Janaína Silva, Renata Vendramin e Thiago Fernandes de Freitas.

Arranjos: Gustavo Sarzi.

Concepção de luz: Felipe Miranda.

Preparação Corporal/Canto e Voz: A I V U teatro.

Figurinos: Marisa Rebolo e A I V U teatro.

Adereços/Cenografia: A I V U teatro.

Produção: A I V U teatro.

Teaser da peça
Vídeo da peça na íntegra